sexta-feira, 26 de julho de 2013

Clos Cattacini Gewürztraminer 2012


Clos é o termo utilizado na França para designar pequenos vinhedos cercados por muros, geralmente de alta qualidade.

No sul do Brasil, esse muro é conhecido por taipa. Este vinho foi feito a partir de uvas oriundas de Flores da Cunha (RS), de um vinhedo de 1 hectare, cercado por uma taipa.

O rótulo mostra o manto de estrelas que cobre o Clos Cattacini, na época da colheita. São apenas 1200 garrafas.

Essas informações estão no rótulo da parte de trás da leve garrafa utilizada, em linha com uma orientação green.

O vinho é bastante perfumado, amarelo palha brilhante, com belas lágrimas. Interessantíssimos mesmo os aromas, algo adocicado, algo floral, muita fruta (lichia?). A Isis adorou!

Na boca é uma grata surpresa, visto não sumir, pelo contrário, boa presença, volume, acidez marcante, impossível enjoar, bem refrescante, acompanha comidas leves e facilmente algumas mais estruturadas. Essa é também a sugestão do rótulo. Tem 4 meses e meio de barricas de segundo uso.

A Gewürz (especiaria) é uma uva de casca rosa:


O colega João Filipe Clemente dedicou um belo post a ela.

Sugiro experimentar, tanto pela uva que não é muito conhecida dos brasileiros, quanto pelo sabor e pela iniciativa da Cattacini, que pertence ao simpático Luis Gelli, um apaixonado pelos vinhos.

Nota -> 4 de 5.

Preço -> R$44,00.

Site -> Cattacini.

Nenhum comentário:

Postar um comentário